McDonald's reabre na Ucrânia, mas apenas para entrega

A rede de fast-food McDonald's reabriu três lojas em Kiev, parcialmente, nesta terça-feira (20), após mais de seis meses de fechamento pela invasão russa da Ucrânia e depois que a gigante americana deixou a Rússia.

"Depois de negociações com líderes ucranianos, especialistas em segurança e fornecedores", o grupo informou que, por enquanto, está abrindo seu serviço apenas para "delivery".

Na manhã de terça-feira, vários entregadores esperavam do lado de fora de uma das lojas do McDonald's na capital ucraniana para atender pedidos de clientes, observou uma equipe da AFP.

"Acho que hoje (terça-feira) vai ter muita animação. A abertura é às 9h (3h em Brasília), e acho que hoje não vou descansar", disse o entregador Maxim Khadap, de 19 anos, esta manhã.

O ministro ucraniano das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, aplaudiu "um sinal para as empresas internacionais de (mostrar) a oportunidade de trabalhar na Ucrânia, apesar da guerra".

"Em outubro, esses três restaurantes abrirão totalmente", disse o McDonald's em um comunicado.

Outras sete lojas da capital voltarão a abrir suas portas em breve, assim como outros restaurantes "em cidades do leste do país", segundo a mesma fonte.

O McDonald's fechou suas lojas na Ucrânia em 24 de fevereiro, início da invasão russa.

Na Rússia, seus 850 estabelecimentos foram vendidos para o empresário Alexander Govor, que em junho lançou a rede "Vkousno i Tochka".

video-dg-bur/eb/es/zm/tt