McLaren, de carros de luxo, vai estrear na moda e lançar tênis de R$ 2.300

Marca icônica do automobilismo, a McLaren está entrando no mercado de tênis pela primeira vez. A montadora britânica de carros de luxo quer alcançar mais consumidores por meio de parcerias nos segmentos de moda e de streetwear.

Fast food: Entenda por que os árabes do Mubadala querem comprar o Burger King no Brasil

Beto Sicupira: Saiba quem é o dono do helicóptero de luxo trazido pelo Beluga

A montadora trabalhou em parceria com a marca de calçados Athletic Propulsion Labs (APL) em sua estreia no mundo dos calçados. A linha de edição limitada, chamada HySpeed, está produzindo tênis em cinco cores com elementos de design dos supercarros da McLaren, como seus assentos e aerodinâmica, com uma placa de fibra de carbono e amortecimento com infusão de nitrogênio.

Os executivos disseram que o projeto começou do zero e está em desenvolvimento há dois anos. Por US$ 450, a linha é a mais cara da APL até hoje e será vendida em sua loja em Los Angeles e em outros varejistas, incluindo a loja de luxo on-line Net-A-Porter, a italiana Luisa Via Roma, o Pedder Group, de Hong Kong, e a Level Shoes, dos Emirados Árabes Unidos.

O HySpeed ​​é o mais recente movimento da McLaren no mundo da moda para vender roupas e acessórios que aumentam a publicidade para a marca de supercarros. A empresa já se associou a grifes, incluindo Belstaff e Rhude, em coleções de roupas e vende óculos com a marca sustentável SunGod.

Kirin: Marca japonesa de cervejas abre nova frente de negócios: suplementos alimentares e fármacos

- As relações de licenciamento colaborativo são absolutamente o que estamos tentando fazer, sejam óculos de sol, tênis ou roupas de rua - disse o diretor de marketing da McLaren, Gareth Dunsmore, acrescentando que o objetivo é “garantir que permaneçamos culturalmente relevantes”.

Momento difícil

A McLaren está passando por um momento difícil, com a demanda por seus supercarros diminuindo devido à pandemia de Covid e atrasos dificultando o lançamento de seu modelo mais recente, o Artura.

No mês passado, a empresa disse que levantou US$ 150 milhões de acionistas à medida que o caixa diminuía. Seus acionistas incluem a empresa de investimentos Ares Management Corp., o fundo soberano do Bahrein Mumtalakat e o Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita.

Dark stores: Mercados sem caixa ou fila, se multiplicam com entrega rápida por app

Ao mesmo tempo, o nome McLaren está encontrando novos fãs no vital mercado dos Estados Unidos por meio de sua equipe de Fórmula 1, à medida que o esporte ganha espectadores na América do Norte com mais corridas locais e um programa de sucesso da Netflix, que apresenta com destaque os pilotos e executivos da empresa.

Parcerias em foco

Em julho, a equipe assinou um contrato de patrocínio de vários anos com a marca de calçados americana K-Swiss, com produtos programados para chegar às lojas no próximo ano.

Saldão: Colapso de cripto derruba preços dos relógios Rolex e Patek Philippe usados

A APL, marca favorita das celebridades que atraiu estrelas como Lady Gaga e Chrissy Teigen, raramente faz colaborações, mas já trabalhou com a gigante de roupas esportivas Lululemon em calçados de desempenho. Executivos da empresa disseram que planejam expandir seu acordo com a McLaren.

-Temos muitas coisas planejadas no futuro com eles- disse o cofundador da APL, Ryan Goldston. -Este é um sonho tornado realidade para nós.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos