MDB declara apoio a Lula no 1º turno em 11 estados e ignora Tebet

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Campanha de Lula recebeu apoio do MDB em 11 estados (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação)
Campanha de Lula recebeu apoio do MDB em 11 estados (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação)

Nesta segunda-feira (18), lideranças do MDB de onze estados se reuniram com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB) para declarar apoio a chapa liderada pelo petista já no primeiro turno.

Havia representantes do MDB de Alagoas, Paraíba, Ceará, Bahia, Espirito Santo, Piauí, Maranhão, Rio de Janeiro e Amazonas. Eduardo Braga, senador pelo Amazonas, também citou Pará e Rio Grande do Norte, cujos líderes não puderam estar presentes no encontro.

“Todos esses estados estão vindo à presença do senhor no dia de hoje pelo fato de que tomamos a decisão nos nossos estados de apoiar a sua candidatura. Portanto, aqui, temos 11 estados representados do MDB, comprometidos com um projeto de estado que todos queremos, com o fortalecimento da democracia, com a retomada do emprego, da renda, da justiça social, com o aspecto humanitário que esse país precisa para que tenhamos solidariedade no enfrentamento à fome”, disse Eduardo Braga no encontro com Lula e Alckmin.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, agradeceu ao MDB pelo gesto. “As conversas que tivemos e essa decisão são muitos importantes, não só para a candidatura do ex-presidente Lula, mas para a democracia brasileira”, afirmou a petista.

Gleisi também falou sobre a candidatura própria do partido, com Simone Tebet, que ficou de lado nos estados presentes. A presidente do PT afirmou que a decisão dos 11 estados não traz “deméritos” ao nome de Tebet na corrida eleitoral.

“Quero aqui colocar meu respeito e admiração da senadora Simone, a legitimidade do MDB de apresentar sua candidatura. Mas, acreditamos que estamos agora em um momento em que precisamos unir as forças democráticas para evitar uma tragédia maior no Brasil.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos