MDB não deve ter candidato a deputado federal em dois estados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O MDB, que confirmou nesta semana a candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MS) como forma de se reposicionar politicamente, não deve ter candidatos a deputado federal em duas unidades da federação.

No Espírito Santo, disputas internas levaram à dificuldade de montar uma nominata competitiva. Lá, a senadora Rose de Freitas (MDB) disputará a reeleição na chapa do governador Renato Casagrande (PSB).

Já no Piauí, para unir forças, o diretório local traçou uma estratégia com o PSD. O MDB filiou todos os candidatos a deputado estadual, enquanto o partido de Gilberto Kassab concentrou as candidaturas a federal, em uma espécie de federação improvisada.

As legendas este ano têm priorizado a formação de grandes bancadas na Câmara porque é a primeira vez em que as coligações estão proibidas pela cláusula de barreira. Além de determinar a sobrevivência dos partidos, os federais também influenciam a distribuição de recursos do fundo eleitoral e do partidário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos