MEC chama jornalista de comunista e vira meme na web

Reprodução/Twitter

Depois de o jornalista Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo, acusar o Ministério da Educação de censurar vídeos sobre a esquerda, o MEC se posicionou sobre o assunto.

Em um comunicado oficial, eles acusam o jornalista de mentir as datas que os vídeos foram retirados do ar e afirmam que Ancelmo Gois frequentou a Escola de Formação de Jovens Quadros do Partido Comunista Soviético e é treinado em “marxismo e leninismo”.

A nota virou piada na internet. Confira: