MEC fará avaliação anual da educação básica e exame poderá ser uma opção além do Enem

O ministro da Educação, Abraham Weintraub

RASÍLIA - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, confirmou nesta quarta-feira, em rede social, que o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) será ampliado e poderá garantir uma vaga no ensino superior. De acordo com o ministro, será mais uma opção para o estudante além do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) .A aplicação das provas em escolas públicas e privadas começa no segundo semestre do ano que vem e será gradual.

"Essa medida será adotada a partir do segundo semestre de 2021 para alunos do primeiro ano do ensino médio e a implementação total será gradativa nos próximos anos", anunciou o ministro no Twitter.

Segundo do ministro, será uma espécie de "Enem seriado". Para Weintraub, o Saeb, "contribui para a redução das desigualdades". Atualmente, as avaliações são realizadas a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

"O Saeb contribui para a redução das desigualdades, pois nos dá um raio-x do ensino, diferentemente da prova do Enem, que é uma seleção para acesso ao ensino superior"

Em um vídeo com o minsitro, o presidente do Inep , Alexandre Lopes, reforça que será uma opção a mais para os estudantes.

- Essa é a novidade. Além do Enem tradicional, que vai continuar existindo, nós vamos oferecer também o seriado que é justamente aplicação da prova do Saeb no primeiro ano, segundo ano e no terceiro ano. E, com esse conjunto de provas, o aluno pode acessar diretamente a faculdade sem precisar fazer o Enem tradicional - explicou Lopes.