Mediador informal do governo, irmão de Bolsonaro ganha cargo em prefeitura do interior de SP

WÁLTER NUNES
·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O comerciante Renato Bolsonaro, irmão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi nomeado chefe de gabinete do prefeito recém-eleito de Miracatu (SP), Vinícius Brandão de Queiroz, conhecido como Vinícius do Iraque (PL). Renato mora na cidade e tem lojas de móveis na região do Vale do Ribeira, a mais pobre do estado de São Paulo. O irmão do presidente foi o principal cabo eleitoral de Vinícius do Iraque, eleito com 4.814 votos, que significam 45,17% do total apurado. Em segundo lugar ficou Ezigomar Pessoa (PSDB), que tentava a reeleição e teve 3.992 votos, 37,46% do total. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Miracatu tem cerca de 20 mil habitantes. Sem poder sair candidato -devido a restrições legais para a candidatura de parente direto do presidente da República- , Renato Bolsonaro se tornou o grande nome da política do Vale do Ribeira intermediando verbas federais para aliados das prefeituras locais. Em janeiro de 2020, o jornal Folha de S.Paulo revelou que o irmão do presidente intermediou contratos que previam envio de verbas federais para obras como de pavimentação e construção de ginásios. Na época, Renato disse que fez o trabalho de maneira voluntária, sem receber nada em troca. A reportagem identificou a participação do irmão do presidente na liberação de dinheiro para ao menos quatro municípios do litoral e do Vale do Ribeira, região de origem da família Bolsonaro. Ao todo, após a atuação de Renato, foram mais de R$ 110 milhões repassados para construção de pontes, recapeamento asfáltico e investimento em centros de cultura e esportes nas cidades de São Vicente, Itaoca, Pariquera-Açu e Eldorado, município onde moram familiares do presidente. Sem cargo público na ocasião, Renato participou de solenidades de anúncio de obras, assinou como testemunha contratos de liberação de verbas, discursou e recebeu agradecimentos públicos de prefeitos pela ajuda no contato com a gestão federal comandada pelo irmão. Tudo registrado em suas redes sociais. Nas vésperas da eleição de 2020, Renato colou ainda mais no irmão presidente, que visitou a região para participar de solenidades de lançamento de esboços de obras. Bolsonaro esteve em Pariquera-Açu, em Registro e em Eldorado, sempre com Renato a tiracolo. A desenvoltura como cabo eleitoral foi tamanha que na cidade de Cajati Renato subiu no palanque junto com o PT. Apoiador da candidatura de Vavá Cordeiro, do PSB, o irmão de Bolsonaro estava ao lado dos petistas, que faziam parte do arco de alianças. Após a repercussão negativa entre os bolsonaristas, Renato gravou vídeo pedindo desculpas a seus apoiadores. O candidato que ganhou a maior atenção de Renato Bolsonaro, porém, foi Vinícius do Iraque. Ainda quando era vereador, Vinícius passou a circular com o irmão do presidente pela cidade de Miracatu, se credenciando como o nome do bolsonarismo oficial na cidade. Quando Jair Bolsonaro programou visitar a região para propagandear obras que ainda estão no papel, o anúncio do tour presidencial foi feito em um vídeo gravado por Vinícius e Renato Bolsonaro juntos. Após a vitória na eleição, Renato Bolsonaro passou a ocupar o segundo gabinete mais importante da prefeitura. A reportagem procurou o irmão do presidente para comentar a nomeação, mas ele não se manifestou, assim como a Prefeitura de Miracatu.