EI ataca milícias curdas em busca de recuperação nos arredores de Al Tabqa

Cairo, 2 abr (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) atacou neste domingo posições das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, nos arredores da cidade de Al Tabqa, na província nordeste de Al Raqqa.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos indicou que ocorrem intensos combates nas imediações do aeroporto militar de Al Tabqa, cujo controle foi tomado pelas FSD há uma semana.

Também foi ouvida na região a explosão de um carro-bomba do EI, que segundo o Observatório deixou um número indeterminado de vítimas. Com o ataque nos arredores da base aérea de Al Tabqa, os jihadistas procuram conter os avanços das FSD.

As FSD, que contam com o apoio aéreo da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos e de forças especiais americanas no terreno, tentaram progredir contra o EI nas últimas 48 horas e assumiu o controle do povoado de Al Safsafa.

O Observatório ressaltou que se as FSD tomarem o controle de Al Safsafa poderão impor um cerco a Al Tabqa, que constitui um grande reduto dos extremistas em Al Raqqa.

No entanto, as FSD asseguraram ontem em comunicado que Al Tabqa já estava completamente rodeada por seus soldados. A nota acrescentou que, após imposição deste cerco, o EI lançou um contra-ataque contra as FSD, que abortaram a ofensiva dos jihadistas. EFE