Médico dos EUA mostra raio-x do efeito da covid no pulmão de vacinados

·1 min de leitura
À esquerda, pulmão de uma pessoa vacinada e, à direta, de uma pessoa que não recebeu o imunizante. Foto: Sam Durani/Reprodução
À esquerda, pulmão de uma pessoa vacinada e, à direta, de uma pessoa que não recebeu o imunizante. Foto: Sam Durani/Reprodução
  • Ele fez uma comparação com imagens de pulmão daqueles que não receberam o imunizante

  • Vacinados têm órgão muito menos afetado pela doença

  • Instituto norte-americano relembra importância da vacina

O médico Sam Durrani, do Deer Valley Medical Center, nos Estados Unidos, revelou ao jornal britânico The Sun mais uma evidência da importância da vacinação contra a covid-19. Ele mostra dois raios-x de duas pessoas diferentes - uma vacinada contra a doença e a outra não.

Na imagem da pessoa imunizada, é possível ver mais áreas pretas, o que sinaliza um funcionamento normal dos órgãos. Já na pessoa que não recebeu o imunizante aparecem mais áreas claras, o que indica bloqueios nos órgãos e limitação do fluxo de oxigênio. Veja:

A vacinação é essencial para que, caso o paciente seja infectado pelo coronavírus, ele não apresente casos graves de covid-19 e precise ser internado e intubado.

“Quando recebemos um paciente vacinado no pronto-socorro e que está infectado, ele pode até ter falta de ar, mas quando fazemos os exames, percebemos que o quadro não é nem de longe o mesmo das pessoas não imunizadas”, afirmou o médico.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, afirma que pessoas não vacinadas têm 11 vezes mais chance de morrer de covid-19 do que quem não recebeu a vacina. Além disso, segundo o CDC, menos de 1% dos imunizados que são infectados acaba falecendo em decorrência da doença.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos