Médico se masturba em frente a funcionária de clínica durante sessão de massagem

Médico se masturbou na frente de funcionária em sessão de massagem (Getty)
Médico se masturbou na frente de funcionária em sessão de massagem (Getty)

Uma jovem de 18 anos, funcionária de uma clínica de estética, denunciou um médico, cliente do local, por importunação sexual em Montes Claros, no Norte de Minas, após ele se masturbar na frente dela durante uma sessão de massagem nesta terça-feira (16).

A funcionária contou à Polícia Militar (PM) que o médico já era cliente da clínica, mas foi atendido por ela pela primeira vez no dia do ocorrido.

Segundo a jovem, que preferiu não se identificar, diz que fazia uma massagem relaxante no suspeito.

“Esse procedimento a gente faz com o paciente de costas. Aí, eu tava fazendo a massagem e ele pediu para virar. Aí ele virou e pediu para eu fazer a massagem nas pernas dele. Aí, eu fui fazer massagem nos pés. Aí, nesse momento, que eu estava fazendo a massagem e ele de frente assim, nos pés, ele começou a se masturbar na minha frente e olhava pra mim [...] Ele ejaculou, eu me retirei da sala e fui pra outra sala e me tranquei [sic]”, disse ela em entrevista à Inter TV, afiliada da Rede Globo.

A funcionária relatou ainda que ficou em estado de choque e foram as colegas de trabalho que acionaram a Polícia Militar.

“Eu tava desesperada, não conseguia nem falar.. direito, mas foi aonde, que elas solicitaram a polícia [sic]”.

O médico deixou a clínica, antes dos policiais chegarem ao local. Foram apreendidos pedaços de papel com esperma e pelos.

Os PMs ainda foram até o local de trabalho do médico, mas ele não foi localizado. Os militares conversaram com o suspeito através do telefone de uma funcionária e o médico disse que não iria comparecer, mas mandaria um advogado.

A defesa do médico compareceu até o posto policial onde o boletim de ocorrência estava sendo registrado.

A Polícia Civil informou que o material apreendido vai passar por perícia e será instaurado um inquérito, nesta quarta-feira (17), para investigar a denúncia.