Médicos anunciam 4º paciente curado do HIV no mundo

Homem está com vírus do HIV indetectável há dezessete meses. (Foto: GettyImages)
Homem está com vírus do HIV indetectável há dezessete meses. (Foto: GettyImages)
  • Homem foi tratado em hospital da Califórnia

  • Ele recebeu transplante de medula do homem resistente ao HIV

  • Cura foi consequência de tratamento para leucemia

Médicos conseguiram curar pela quarta vez um paciente com HIV. O homem, de 66 anos, não foi identificado e é conhecido como Paciente City of Hope ("Cidade da Esperança", em português), em referência ao hospital onde foi tratado, em Duarte, na Califórnia.

O homem, que vive com o vírus desde 1980, recebeu um transplante de medula óssea para tratar uma leucemia e seu doador era resistente ao vírus.

O paciente diz estar grato por não conviver mais com o vírus. Ele conta que perdeu diversos amigos para o HIV antes que eles pudessem ter acesso aos medicamentos antirretrovirais.

"Quando fui diagnosticado com HIV em 1988, como muitos outros, pensei que era uma sentença de morte. Nunca pensei que viveria para ver o dia em que não tivesse mais HIV”, disse o paciente em comunicado.

O vírus da imunodeficiência humana (HIV) afeta o sistema imunológico do corpo e pode causar a Aids (síndrome da imunodeficiência adquirida), que causa uma debilitação da defesa do corpo contra infecções.

O transplante realizado pelo paciente não tinha como objetivo tratar a infecção por HIV, mas sim uma leucemia, que desenvolveu aos 63 anos. Ele acabou recebendo a imunidade por coincidência.

Ele foi monitorado por médicos e os níveis de HIV em seu corpo se tornaram indetectáveis, e ficaram assim por mais de 17 meses.

"Ficamos entusiasmados em informá-lo que seu HIV está em remissão e que ele não precisa mais tomar a terapia antirretroviral que estava usando há mais de 30 anos", afirmou Jana Dickter, infectologista do hospital City of Hope.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos