Zverev vence e vai enfrentar Davidovich nas quartas de final de Roland Garros

·3 minuto de leitura

O alemão Alexander Zverev avançou às quartas de final de Roland Garros ao derrotar com facilidade o japonês Kei Nishikori por 6-4, 6-1 e 6-1 na noite deste domingo.

Zverev (5º do ranking ATP) não deu chances ao tenista japonês, a quem derrotou em 1 hora e 54 minutos no jogo disputado na quadra Philippe-Chatrier.

O alemão venceu os últimos nove sets que disputou em Roland Garros, após perder dois para um adversário anterior, Oscar Otte, na primeira fase.

Ele é o segundo tenista alemão na era Open a chegar às quartas de final em Paris três vezes, depois de Boris Becker (1986, 1987, 1989 e 1991).

Zverev vai enfrentar o espanhol Alejandro Davidovich (46º do ranking da ATP) que garantiu sua vaga ao derrotar o argentino Federico Delbonis (51º) por 6-4, 6-4, 4-6 e 6-4 em quase três horas de jogo.

O tenista de Málaga de origem russa, que fez 22 anos no sábado, garantiu assim sua melhor atuação em um Grand Slam, que até este domingo eram as oitavas de final do Aberto dos Estados Unidos de 2020.

"Estou cansado porque é difícil, muito longo também, todas as partidas são longas, mas muito feliz com o trabalho e por poder desfrutar das quartas de final em Roland Garros", disse Davidovich.

- Medvedev contra Tsitsipas nas quartas -

Mais cedo o russo Daniil Medvedev (2º) venceu o chileno Cristian Garín (número 23 do mundo) por 3 sets a 0, parciais de 6-2, 6-1 e 7-5.

Medvedev, que não havia vencido uma partida em suas quatro participações anteriores no Grand Slam parisiense, já passou por quatro rodadas desde o início da edição de 2021 e enfrentará o grego Stefanos Tsitsipas em duelo valendo uma vaga nas semifinais.

Depois de dois primeiros sets vencidos com facilidade pelo russo de 25 anos, Garin começou a achar seu melhor tênis em sua superfície preferida no terceiro.

Mas quando o set estava empatado em 5-5, Medvedev arriscou e acertou dois golpes que lhe permitiram quebrar o saque do tenista de Santiago e decretou assim sua vitória no game seguinte quando teve o serviço a seu favor.

"Eu disse a mim mesmo que tinha que fazer uma loucura e os dois golpes de forehand que dei foram monstruosos", comemorou o russo.

Contra Tsitsipas, a quem já derrotou em seis dos sete duelos anteriores, ele espera "um jogo muito bom" entre dois tenistas que fizeram mérito por estarem nesta fase do torneio.

"Sendo cabeças de chave número 2 e 5, tínhamos que estar nas quartas de final. Já havíamos ido às semifinais na Austrália", disse em francês Medvedev, que chegou à final em Melbourne, antes de deixar a quadra Suzanne-Lenglen.

"Espero que o público francês fique do meu lado, que as pessoas digam para si mesmas 'ele fala francês, ele é simpático, vamos lá!', disse ele aos espectadores, que começaram a gritar o seu nome. "Terça-feira, por favor, terça-feira", pediu o russo se referindo ao seu jogo contra Tsitipas.

O grego, semifinalista em 2020, derrotou o espanhol Pablo Carreño por 6-3, 6-2 e 7-5 com autoridade.

Garín, de 25 anos, encerra a aventura parisiense com sua melhor atuação em um Grand Slam, em que nunca havia chegado às oitavas de final.

-- Resultados do oitavo dia do torneio de Roland Garros:

Simples masculino (4ª fase, oitavas de final):

Alexander Zverev (ALE/N.6) x Kei Nishikori (JPN) 6-4, 6-1, 6-1

Alejandro Davidovich (ESP) x Federico Delbonis (ARG) 6-4, 6-4, 4-6, 6-4

Stefanos Tsitsipas (GRE/N.5) x Pablo Carreño (ESP/N.12) 6-3, 6-2 e 7-5

Daniil Medvedev (RUS/N.2) x Christian Garín (CHI/N.22) 6-2, 6-1 e 7-5

dj/iga/psr/aam