Mega-Sena da Virada: 66 cotas de apostas vencedoras do maior prêmio da história ainda não foram resgatadas

Até a noite desta segunda-feira (dia 2), 66 cotas de apostas vencedoras do maior prêmio da história da Mega-Sena da Virada ainda não haviam sido resgatadas, segundo informou a Caixa Econômica. O prazo para a retirada do prêmio é de 90 dias.

Do total de 90 cotas, 24 foram recuperadas pelos vecedores da edição deste ano do concurso.

Em Santos (SP), duas das 34 cotas da aposta vencedora do prêmio foram resgatadas. No mesmo estado, em São José da Bela Vista, 3 das 9 cotas ganhadoras foram retiradas. Em Florestal (MG), o ganhador da aposta também foi pegar sua parte no prêmio. Já em Arroio do Sal (RS), 18 de 45 cotas foram retiradas. A quinta aposta, feita on-line, também já foi resgatada.

Segundo a Caixa, o prêmio da Quina será dividido entre 2.485 apostadores, que vão levar, cada um, R$ 45.438,78. Já a Quadra irá para 183.921 apostadores, que vão receber R$ 877,04, cada um.

O prêmio total da Mega-Sena da Virada, se aplicado integralmente na poupança, rende cerca de R$ 2,7 milhões já no primeiro mês. Com o dinheiro da premiação, é possível comprar uma mansão de 2.500m² no Leblon, na Zona Sul do Rio, com vista para o Cristo Redentor no valor de R$ 220 milhões, a propriedade à venda mais cara do Brasil, e ainda sobrariam 320 milhões.

Prêmios com valores acima de R$ 1.903,98, como é o caso da Mega-Sena da Virada, só podem ser sacados em agências da instituição. O sortudo deve apresentar um documento de identidade original que contenha o número do CPF da pessoa, além, claro, do recibo de aposta original. Esse último, segundo a entidade, deve estar legível e em boas condições.

Como todo prêmio com valor acima de R$ 10 mil, há um prazo dado pela instituição, de até dois dias a partir da requisição em uma agência, para que o valor seja entregue por ela ao ganhador.

De acordo com o banco, há duas maneiras de requisitar o recebimento do prêmio. O ganhador pode imprimir o comprovante da aposta, que possui um código de barras, gerar o Código de Resgate, que tem validade de 24 horas, e apresentá-los na agência onde pretende fazer o resgate.

Outra opção é dar entrada no resgate pelo aplicativo do banco para smartphones, por meio da geração de um QR Code, com validade de 60 minutos, que também deve ser levado ao local do saque — nesse caso, é necessário certificar-se de que a agência na qual fará o saque tem um leitor desse tipo de código.

Caso o prazo para o saque seja ultrapassado e a retirada não seja feita pelo ganhador, “o prêmio prescreve e o valor é repassado ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)”, segundo a Caixa.

Desde que começou a ser realizada, em 2009, nunca um apostador acertou sozinho as seis dezenas sorteadas na Mega da Virada. Das 13 edições até o momento, as que tiveram menos ganhadores da faixa principal foram a de estreia, a realizada em 2020 e a do ano passado, com duas pessoas dividindo a bolada.