Megan Rapinoe e outros atletas repudiam invasão ao Congresso americano

O Globo
·1 minuto de leitura

O ataque de apoiadores de Donald Trump ao Congresso dos Estados Unidos para impedir a cerimônia que oficializaria o resultado das eleições vem gerando reações de diferentes setores. Entre eles, o esporte. Atletas americanos, que ao longo de 2020 se engajaram nos acontecimentos políticos do país, se indignaram com o episódio. Uma das principais vozes a se posicionar é Megan Rapinoe.

Crítica do governo Trump, a estrela do futebol americano usou suas redes sociais para mostrar imagens da invasão e denunciar a passividade dos agentes de segurança diante dos apoiadores de Donald Trump.

"Bem, bem, bem. Este é um policial tirando uma selfie com um terrorista doméstico que invadiu o Capitólio. Proteger e servir é extamente o que este oficial está fazendo", ironizou a atleta em uma de susas postagens.

Rapinoe também criticou os canais de TV que tiveram uma linha editorial pró-Trump ao longo do governo, e republicou postagens que mostram a diferença de tratamento entre os inavsores do Congresso e os manifestantes antirracistas.