Mel C relata que sofreu abuso sexual antes de show das Spice Girls

Mel C no tapete vermelho do BRIT Awards 2020 em Londres, Inglaterra. (Foto: Tolga Akmen/AFP via Getty Images)
Mel C no tapete vermelho do BRIT Awards 2020 em Londres, Inglaterra. (Foto: Tolga Akmen/AFP via Getty Images)

A cantora Melanie Chisholm, também conhecida Mel C, falou pela primeira vez sobre ter sido vítima de abuso sexual dias antes do primeiro show das Spice Girls. Ela revelou que o responsável pelo crime foi um massagista.

Em entrevista ao podcast "How to Fail with Elizabeth Day " para promover sua nova biografia, "Who I Am", o crime teria acontecido um dia antes da estreia do grupo nos palcos em outubro de 1997, em um hotel de Istambul, capital da Turquia. “O que aconteceu comigo, eu meio que enterrei imediatamente, porque tinha outras coisas nas quais eu precisava focar”, declarou Mel C.

Ela conta que não prestou queixa do crime e tentou esquecer que tinha sido vítima de um abuso para conseguir prosseguir com sua preparação para o show. “Tudo em volta estava levando ao auge de tudo o que eu sempre quis fazer”, explicou.

“Eu não queria fazer barulho, mas também não tinha tempo para lidar com aquilo”, acrescentou. Mel C descreveu a situação como “um abuso relativamente leve” e realmente tentou apagar o trauma por duvidar das próprias memórias: “Acho que é importante que eu fale sobre e finalmente lide com isso”.

“Coisas terríveis acontecem o tempo todo, e essa situação não foi tão ruim quanto poderia ter sido”, disse ela. “Eu estava num ambiente no qual eu tive que tirar as roupas em frente a esse profissional, o que aumentou minha confusão posterior. Eu me senti muito vulnerável, muito envergonhada”, completou.