Melchionna declara apoio a Manuela em 2º turno em Porto Alegre

PAULA SPERB
·1 minuto de leitura
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 06.06.2018 – Manuela D'Ávila. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 06.06.2018 – Manuela D'Ávila. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - A candidata do PSOL à Prefeitura de Porto Alegre, Fernanda Melchionna, declarou apoio a Manuela D'Ávila (PC do B) no segundo turno. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (16).

O segundo turno da eleição da capital gaúcha terá o ex-vice-prefeito Sebastião Melo (MDB) e Manuela. No último domingo (15), Melo recebeu 31,01% dos votos válidos e Manuela contabilizou 29%. Pesquisa Ibope de 14 de novembro mostrava Manuela com 40% das intenções de votos válidos, Marchezan com 17% e Melo (MDB) com 25%.

Segundo Melchionna, ao decidir pelo apoio, o PSOL não discutiu cargos, mas "programa para a cidade". "O PSOL está comprometido em derrotar a velha direita", disse a deputada federal.

Melchionna fez 4,34% dos votos válidos. Na avaliação da deputada, o partido saiu vencedor porque elegeu quatro vereadores, incluindo os dois mais votados na cidade. O PSOL elegeu Karen Santos (15.702), Pedro Ruas (14.478), Matheus Gomes (9.869) e Roberto Robaina (5.105). O PT também fez quatro vereadores.

O atual prefeito, Nelson Marchezan Jr (PSDB), que tentava a reeleição, ficou de fora do pleito. Ele fez 21,07% dos votos válidos.

A pesquisa Ibope indicava que Manuela faria mais votos válidos que Melo. "Percebemos que o primeiro turno nos deixa vários recados. Em primeiríssimo lugar, que a cidade quer tomar um caminho diferente", disse Manuela, em transmissão de vídeo, após o resultado..

"Me impressiona o recado das pessoas que decidiram não escolher nenhum de nós", disse a candidata sobre os 33,08% de abstenção, 5,06% de brancos e 5,81%.