Membros do BC do Japão alertaram para danos econômicos de volatilidade do iene em reunião de abril

Homem de máscara protetora passa pela sede do Banco do Japão em meio ao surto de Covid-19 em Tóquio

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - Alguns membros da diretoria do banco central do Japão estavam preocupados que a excessiva volatilidade cambial poderia prejudicar os planos de negócios corporativos, mostrou a ata da reunião de abril, destacando o desafio para as autoridades do forte declínio do iene.

Mas muitos membros da diretoria enfatizaram a necessidade de manter o programa de estímulo maciço do Banco do Japão para apoiar uma economia ainda frágil, como mostrou a ata divulgada nesta quarta-feira, um sinal de que eles não viam necessidade de ajustar os juros ultrabaixos do Japão para conter a queda do iene.

O banco deve comunicar aos mercados seus objetivos de política monetária para alcançar a estabilidade de preços, não para controlar os movimentos da taxa de câmbio, disseram alguns membros.

"Alguns membros disseram que flutuações excessivas no mercado de câmbio durante um curto período de tempo, como as observadas recentemente, levantariam incertezas sobre o futuro e tornariam mais difícil para as empresas formularem seus planos de negócios", mostrou a ata.

Um membro disse que um iene fraco beneficiava a economia em um momento como agora, em que o hiato do produto ainda é grande e a inflação subjacente é "extremamente baixa"

Na reunião de 27-28 de abril, o Banco do Japão reforçou seu compromisso de manter as taxas de juros ultrabaixas, prometendo comprar diariamente quantidades ilimitadas de títulos para defender sua meta de rendimento, provocando uma nova venda no iene.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos