Memorial do Holocausto convida porta-voz da Casa Branca a visitar seu site

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer

O Memorial do Holocausto Yad Vashem, em Jerusalém, convidou nesta quarta-feira o porta-voz da Casa Branca Sean Spicer a visitar seu site, depois de seus polêmicos comentários sobre Hitler.

Spicer pediu desculpas na terça-feira por suas afirmações "insensíveis" depois de ter declarado que, ao contrário do presidente sírio Bashar al-Assad, Adolf Hitler não utilizou armas químicas.

O Centro Yad Vashem se declarou "profundamente preocupado com o uso inexato e insensível dos termos relacionados com o Holocausto do porta-voz da Casa Branca".

"Suas afirmações supõem uma profunda falta de conhecimento dos acontecimentos durante a Segunda Guerra Mundial, incluindo o Holocausto. Além disso, podem reforçar as posições dos que buscam falsear a história", completa em um comunicado

A instituição recomendou a Spicer uma visita a seu site para aprender mais sobre o Holocausto.

O Yad Vashem é um dos centros mais conhecidos em termos de educação, documentação e pesquisas sobre o Holocausto.