Menções nas redes explodem no perfil do brasileiro homônimo de Gustavo Petro, eleito presidente da Colômbia

Não é de hoje que o brasileiro Gustavo Petró é confundido nas redes sociais com o político colombiano Gustavo Petro, mas certamente a primeira vitória de um candidato de esquerda à presidência da Colômbia neste domingo movimentou os perfis do jornalista muito mais do que um dia normal.

Polêmicas recentes: Ezra Miller pode perder papel do super-herói Flash em futuros filmes da DC

'Foi um susto': Luciano Szafir tranquiliza seguidores em rede social após receber alta

Na Índia: Casa de idosa morta por elefante foi destruída por manada durante o funeral dela

Questionado se ele ainda vê trocas entre os nomes de usuário no Twitter quando alguém tem intenção de mencionar o colombiano, identificado como @petrogustavo, e acaba marcando seu perfil, @gustavopetro, o jornalista do portal g1 respondeu, em meio a risadas, que esta confusão está em pleno andamento agora mesmo.

— Tá impossível entrar no Twitter e no Insta — contou. — E eu de plantão ainda.

Eleito: Ex-guerrilheiro Gustavo Petro apostou em teimosia para se tornar primeiro presidente de esquerda da Colômbia

Bolsonaro ainda não se pronunciou: Líderes regionais parabenizam Petro por vitória na Colômbia

Gustavo (brasileiro) disse que essa reação nas redes não é exatamente uma surpresa, mas ainda assim, ele não imaginava que receberia "tanta mensagem e marcação".

— Porque agora mais pessoas sabem que sou "o outro", e marcam para comemorar — comentou, em relação às postagens de quem sabe muito bem quem ele é, mas não perde a oportunidade de brincar com a situação.

Com relação ao tom das postagens deste domingo, ele disse que nota, ao menos nas menções a seu perfil, uma tendência maior de celebração, e praticamente nenhuma reclamação.

— Hoje tá sendo mais celebração mesmo. Eu mesmo mandei uma mensagem de parabéns pra ele, que tá rendendo bem — afirmou. — Não tem reclamação. Se tem, tá perdida no meio de um monte de menções que não consigo nem acompanhar.

Em janeiro, quando a Colômbia realizava o primeiro debate entre os três pré-candidatos presidenciais com melhores resultados nas pesquisas, incluindo Gustavo Petro, o brasileiro já levava na esportiva os enganos entre suas contas nas redes sociais.

— Eu me divirto. Acho engraçado e fico curioso em como podem confundir. Inclusive, veículos de jornalismo colombianos confundem muitas vezes. Mas depois de eu dar entrevistas para TVs e rádios da Colômbia, essa confusão reduziu bastante — disse ele na ocasião.

No entanto, nem tudo são flores nas redes sociais e, em meio às mensagens endereçadas ao político que chegam até ele, é comum aparecerem xingamentos.

— Uma vez eu retuiei um xingamento, dizendo: "eu sou culpado de tudo" em espanhol. Nossa, esse bombou muito! E virou até sticker no WhatAapp — lembrou Gustavo.

O jornalista, que costuma usar o Twitter para falar sobre jogos eletrônicos e aleatoriedades, contou que começou a ser confundido com o político colombiano em 2011. À época, ele inclusive abordou essa questão numa reportagem.

"Comecei a receber mensagens em espanhol falando de propostas de governo, elogios sobre um debate na TV e xingamentos sobre uma entrevista para um jornal. Em um primeiro momento, comecei a brincar e a fazer piadas em espanhol, até o momento que as mensagens aumentaram consideravelmente e comecei a dizer que eu não era o tal político da Colômbia", dissera o jornalista há 11 anos no g1.

Até que, dez anos mais tarde, ao ser entrevistado por um canal colombiano, o brasileiro foi posto cara a cara com o esquerdista pela primeira vez na videochamada, descobrindo inclusive que são parentes distantes.

— Descobrimos que somos parentes de alguma maneira (nossa família, os Petro ou Petró no Brasil) veio do Norte da Itália — declarou.

O senador e ex-guerrilheiro Gustavo Petro venceu a eleição neste domingo e se tornou o primeiro presidente de esquerda da Colômbia, segundo a contagem de votos divulgada pela autoridade eleitoral. Petro prevaleceu com 50,51% dos votos sobre o milionário independente Rodolfo Hernández (47,22%), com 98,2% dos votos apurados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos