“Mendigos têm dever bíblico de passar fome”, diz pastor em rede social

Pastor citou mendigos em publicação nas redes sociais - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Pastor citou mendigos em publicação nas redes sociais - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Para pastor de igreja batista, mendigos "tem o dever bíblico de passar fome"

  • Foi o que Marcos Granconato defendeu em postagem nas redes sociais

  • O religioso costuma fazer publicações com teor armamentista

Um conhecido pastor afirmou que “mendigos têm dever bíblico de passar fome”. Marcos Granconato, da Igreja Batista Redenção, em São Paulo, defendeu a tese nas redes sociais.

Seguido por mais de 20 mil pessoas no Facebook, o pastor utilizou a visibilidade na plataforma para manifestar sua opinião, supostamente baseada em um texto bíblico.

“A maioria dos mendigos tem o dever bíblico de passar fome, pois Paulo diz aos tessalonicenses: ‘Se alguém não trabalha, que também não coma’”, escreveu, em referência ao versículo 10, do capítulo 3, do livro 2 Tessalonicenses.

A publicação gerou repercussão imediata, o que fez com que Granconato limitasse as pessoas que poderiam fazer comentários.

Segundo o portal Metrópoles, o pastor afirmou que havia sido mal interpretado e que tinha feito referência à “maioria dos mendigos”, não todos.

“Eu já ofereci trabalho para um monte de mendigos. Perguntem se eles aceitaram”, argumentou.

Pastor faz publicações armamentistas

Não raramente, Granconato também faz publicações com teor armamentista. Em uma delas, utilizou outra frase bíblica para defender que “se alguém derramar o sangue do homem [...], pelo homem se derramará o seu”.

Em uma de suas fotos postadas segurando armas, o pastor chamou uma espingarda calibre 12 de “cajado moderno”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos