Mendonça suspende julgamentos sobre inquéritos contra Bolsonaro

André Mendonça (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
André Mendonça (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O ministro André Mendonça, do STF (Supremo Tribunal Federal), interrompeu o julgamento de vários recursos apresentados contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus aliados. A informação é do jornal Estadão.

O ministro Alexandre de Moraes, que tomará posse como presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na próxima semana, é relator dos casos.

Ainda segundo o Estadão, dos 20 recursos que seriam analisados pelo Supremo e agora não se sabe quando voltarão para a pauta, nove questionavam decisões dadas no âmbito do inquérito das fake news e oito no inquérito que investigou ‘ilícita incitação da população, por meio das redes sociais, a praticar atos criminosos, violentos e atentatórios ao Estado Democrático de Direito’ durante os atos no dia 7 de Setembro do ano passado.

Eles tramitam sob sigilo.

Há ainda dois recursos de teor público.

O primeiro é sobre o vazamento de dados sigilosos sobre um ataque hacker ao TSE.

Bolsonaro divulgou durante transmissão ao vivo em suas redes sociais os documentos relacionados a um inquérito sigiloso da PF (Polícia Federal) de 2018.

Já o segundo é sobre uma fala em que o mandatário associa a vacina contra a covid-19 ao risco de contrair HIV.

A declaração do chefe do Executivo também ocorreu durante uma live, que foi retirada do ar pelo Facebook e pelo YouTube.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)