Menina de 10 anos mata a tiros mulher que discutia com sua mãe, nos EUA

Uma menina de 10 anos foi detida nesta quarta-feira por suspeita de ter matado a tiros uma mulher que brigava com sua mãe, em Orlando, nos Estados Unidos. A criança pode enfrentar uma acusação de assassinato em segundo grau.

Vodca, antidepressivos e hematomas: Polícia da Espanha dá detalhes sobre morte de ex-princesa do Catar

Salvo por garçonete brasileira: Justiça condena padrasto de menino que sofreu abuso, nos EUA

A vítima foi identificada como Lashun Rodgers, de 41 anos. Ela foi morta em um churrasco no dia 30 de maio. Na ocasião, Lakrisha Isaac, de 31 anos, e sua filha chegaram à área de lazer do condomínio onde moravam e a adulta iniciou uma discussão com Lashun.

De acordo com o jornal "The Washington Post", a briga das duas mulheres foi motivada por um post publicado nas redes sociais. A discussão logo desencadeou em agressões físicas entre as duas.

Durante a briga, Lakrisha entregou à filha uma bolsa que continha uma pistola, de acordo o jornal. Em meio à briga, a criança pegou a arma e disparou dois tiros contra Lashun, e um deles atingiu a cabeça da vítima, que morreu na hora.

O crime deixou os promotores americanos sem saber como proceder, devido a idade da suspeita.

Traição: Após três meses em coma, mulher descobre que noivo não a visitou no hospital e arranjou nova namorada

— Este tiroteio é uma tragédia inimaginável que desafia soluções fáceis — disse Monique H. Worrell, procuradora da Flórida. — Nosso escritório prosseguirá com cuidado e nosso foco principal será fazer o que pudermos para apoiar a família da Sra. Rodgers, proteger o público e melhorar a saúde desta criança daqui para frente — acrescentou.

A mãe da criança está presa desde a morte de Lashun. Ela foi acusada de homicídio culposo por negligência culposa, agressão agravada com arma de fogo, negligência infantil e armazenamento negligente de arma de fogo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos