Menina de 11 anos comove federação e escapa de multa de R$ 18 mil após invadir campo e ganhar camisa de CR7

·1 min de leitura

Um episódio no final do empate em 0 a 0 entre Irlanda e Portugal, pelas eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, comoveu torcedores nesta quinta-feira. Uma pequena invasora de campo foi direto ao craque Cristiano Ronaldo, o abraçou e ganhou sua camisa enquanto ia às lagrimas. A pequena Addison Whelan virou estrela por um dia na Irlanda e escapou de uma multa pesada.

Em entrevista à rádio irlandesa "RTE", ela contou como tentou chegar até o craque pelo gramado do Aviva Stadium, em Dublin, mas foi alcançada por seguranças antes disso. Segundo ela, foi Cristiano quem pediu para que a liberassem.

— Havia seguranças correndo atrás de mim e vindo do outro lado. Tentei correr para a linha central, mas me pegaram. Eu estava gritando o nome de Ronaldo — lembra ela, que conta a reação quando o jogador a viu e conversou com os funcionários:

— Eu estava em choque, chorando.

Addison, que atua pela categoria sub-13 do Shelbourne, de Dublin, sonha em se tornar profissional e atuar pelo Arsenal e pela seleção da irlandesa. Depois do "sonho realizado", como afirmou, de conhecer e ganhar a camisa do ídolo, ela pretende expôr o item num quadro de vidro em seu quarto.

O caso gerou tanta repercussão no país que a Associação de Futebol da Irlanda (FAI) abriu mão de aplicar uma multa de 3 mil euros (cerca de R$ 18 mil) que seria direcionada aos responsáveis pela menina. Mas pediu que outros fãs não repitam o gesto.

"Lembramos aos torcedores que invasões são passíveis de multas em todos os jogos, especialmente se a partida estiver em andamento. Pedimos que obedeçam essa regra sensível", ressaltou, em comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos