Menina de 12 anos foge de cativeiro nos EUA ao roer cordas que a prendiam

José Paulino Pascual-Reyes, suspeito de sequestro da garota de 12 anos e duas mortes
José Paulino Pascual-Reyes, suspeito do sequestro da garota de 12 anos e duas mortes

Uma garota de 12 anos conseguiu escapar do seu cativeiro após roer as cordas que a mantinham presa dentro de uma casa no Estado do Alabama (EUA).

Após a criança ser localizada caminhando sozinha em uma estrada próxima à cidade de Dadeville, a polícia foi levada à casa onde ela ficou presa. Lá foram encontrados dois corpos em estado de decomposição.

José Paulino Pascual-Reyes, de 37 anos, foi detido na cidade de Auburn, a 40 km de distância do crime. Ele foi considerado suspeito dos dois homicídios e do sequestro da garota. Não foi mencionado nos registros criminais um advogado de defesa para Pascual-Reyes dar sua versão sobre o ocorrido.

Segundo Jimmy Abbett, xerife do Condado de Tallapoosa, onde fica Dadeville, uma equipe de legistas vai tentar identificar a causa das mortes e a identidade dos corpos.

De acordo com o boletim de ocorrência, a garota chegou a quebrar os aparelhos dos dentes ao tentar se livrar das amarras e apresentava marcas das cordas nos pulsos. Ela foi intoxicada com álcool para ser mantida em cativeiro por uma semana.

"Foi horrendo ver uma cena criminal dessa natureza e saber que uma jovem de 12 anos teve que lidar com essa situação", afirmou Abbett, que a chamou de "heroína".

O xerife afirmou que o desaparecimento dela não chegou a ser comunicado à polícia.

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-62415170

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos