Menina de 9 anos encontra dente de megalodonte em praia de Maryland, nos EUA

Uma americana chamada Molly, de nove anos, realizou um antigo sonho de encontrar um fóssil de tubarão. Em viagem de férias no Natal, em dezembro do ano passado, em Calvert Beach, Maryland, EUA, Molly e sua irmã Natalie saíram pela praia em busca dos fósseis. O que não esperavam é que fossem encontrar justamente um dente de megalodonte, uma espécie de tubarão gigante extinta há cerca de 3,6 milhões de anos. O achado é considerado raro por especialistas.

O caso foi compartilhado pela mãe de Molly, Alicia Sampson, em uma rede social, e posteriormente comentado com mais detalhes em entrevista à CBS News, nesta terça-feira.

— A única coisa que Molly realmente queria de Natal era achar fósseis como uma profissional. A maré estava baixa, o que facilitou a caça, que acabou sendo bem-sucedida. Ela teve o melhor Natal da vida dela. — disse Alicia à TV americana.

— Molly encontrou mais de 400 dentes em seus nove anos, variando de minúsculos a uns cinco centímetros. E agora com esse, que tem quase 13 centímetros. — completou Alicia.

Entusiasmados com a descoberta de Molly, seus familiares levaram o dente para o Calvert Marine Museum, que confirmou a identidade do fóssil e compartilhou o feito da "futura paleontóloga" em uma rede social.

“A futura paleontóloga, Molly, estava em busca de fósseis na manhã de Natal quando, para seus olhos curiosos, apareceu nada menos que um enorme dente de megalodonte. Molly estava animada para compartilhar sua incrível descoberta com nosso departamento de paleontologia. Adoramos ver e ouvir sobre os tesouros que você encontra ao longo da costa”, escreveu o museu.

Segundo informações do museu, o megalodonte cujo dente foi achado por Molly teria, provavelmente, cerca de 15 metros. Ele era “um dos maiores, senão o maior predador marinho que o mundo já conheceu”.

— Sabemos que era um predador ativo porque, de tempos em tempos, encontramos ossos fossilizados de baleias e golfinhos que preservam marcas de dentes feitos por megalodonte. — disse um representante do museu.

Com a atitude de Molly, a instituição se inspirou a criar o programa “First Fossil Friday”, que consiste em um convite para que o público leve suas descobertas para serem identificadas pela equipe do museu, toda primeira sexta-feira do mês.