Pitbull ataca menina autista, que tem vida salva pela irmã

Segundo a corporação, a irmã mais velha foi encaminhada ao Hospital Regional de Taguatinga após ataque do pitbull (Foto: CMBDF/Divulgação)
Segundo a corporação, a irmã mais velha foi encaminhada ao Hospital Regional de Taguatinga após ataque do pitbull (Foto: CMBDF/Divulgação)

Uma adolescente autista de 16 anos foi atacada por um cachorro da raça pit bull no quintal de casa, no Riacho Fundo, Distrito Federal, na segunda-feira (25). Segundo o g1, a jovem foi salva pela irmã mais velha, de 18 anos. Ambas tiverem ferimentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros do DF, uma terceira mulher, que também entrou em conflito com o cachorro, ficou ferida. O animal foi adotado pelo pai das duas irmãs, conforme o g1.

Ainda segundo a corporação, a irmã mais velha foi encaminhada ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Apesar do machucado na perna, ela estava orientada e estável.

Já as outras duas vítimas não apresentavam lesões graves. Segundo os bombeiros, "apenas foram orientadas a se deslocarem ao hospital a fim de receber o atendimento protocolar que o caso exige".

O mesmo animal já havia atacado a adolescente autista na semana passada. Conforme o relato dos bombeiros, a jovem foi atacada pelo cachorro na sexta-feira (22). Na ocasião, ela teve ferimentos no braço, perna e mão direita.

Após o ocorrido, a Polícia Militar foi acionada e apreendeu o pit bull. O pai das vítimas não estava em casa no momento do ataque.

Recém-nascido morre após ataque de pitbull

Em janeiro deste ano, um bebê de apenas 21 dias morreu após ser atacado por um cachorro da raça pitbull em Limeira, no interior de São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, o animal pertencia à família e também morreu, esfaqueado por um familiar da criança.

O caso aconteceu no bairro Águas da Serra, onde o bebê vivia com a família. A mãe do recém-nascido foi tomar banho e pediu que a avó supervisionasse o quarto onde o filho dormia.

Momentos depois, porém, o pitbull entrou no cômodo e atacou a vítima. O avô do recém-nascido pegou uma faca e golpeou o cachorro para que soltasse o neto.

O bebê chegou a ser socorrido e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Abílio Pedro, onde chegou com quadro de parada cardíaca. Os médicos ainda tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso.

A mãe da criança também precisou de atendimento, após ficar em estado de choque.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos