Menina de 2 anos morre após ser baleada no colo do padrasto no Recife

·2 minuto de leitura
Jefferson era o padrasto de Lorena - Foto: Reprodução/WhatsApp
Jefferson era o padrasto de Lorena - Foto: Reprodução/WhatsApp
  • Lorena morreu após ser baleada por um criminoso quando estava no colo do padrasto, Jefferson

  • O rapaz, que também baleado, afirmou que a família foi vítima de uma tentativa de assalto

  • A polícia, porém, suspeita que o caso tenha sido um acerto de contas entre o criminoso e o padrasto

Uma garota de apenas 2 anos morreu na noite da última quarta-feira após ser baleada quando estava no colo de seu padrasto. O caso aconteceu na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, e foi relatado pelo G1.

Jefferson Tavares, de 34 anos, a mulher e a criança, identificada como Lorena Letícia dos Santos, estavam em um terminal de ônibus por volta das 21 horas, quando o criminoso armado chegou ao local e atirou, matando a menina e ferindo o padrasto.

Leia também:

De acordo com a polícia, Lorena foi atingida na cabeça e no abdômen. Ela foi socorrida e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Caxangá, mas não resistiu e faleceu no local.

Já Jefferson teve ferimentos no braço, na mão e no abdômen. Ele foi encaminhado para a mesma unidade de saúde e, posteriormente, transferido para o Hospital da Restauração, mas teve alta já na manhã desta quinta.

A criança não resistiu aos ferimentos dos tiros (Michael Dantas/AFP via Getty Images)
A criança não resistiu aos ferimentos dos tiros (Michael Dantas/AFP via Getty Images)

A Polícia Civil informou que foi aberto um inquérito no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o caso foi registrado como homicídio e tentativa de homicídio. Não há informações sobre o suspeito.

Diferentes versões

Em depoimento à polícia, Jefferson relatou que o episódio foi uma tentativa de assalto. De acordo com o padrasto, ele e a família foram surpreendidos pelo criminoso, que anunciou a investida. O rapaz, então, teria tentado fugir com a enteada, mas ambos acabaram baleados.

Uma outra versão investigada pelos agentes, porém, é de que o crime tenha sido um "acerto de contas" entre o criminoso e Jefferson. Os peritos explicaram que o ataque aconteceu de frente, o que descartaria a versão dada pelo padrasto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos