Menina de 3 anos é resgatada viva após 65 horas nos escombros na Turquia; terremoto matou 81 pessoas

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
IZMIR, TURKEY - NOVEMBER 02: (----EDITORIAL USE ONLY MANDATORY CREDIT - "ISTANBUL FIRE AUTHORITY/ HANDOUT" - NO MARKETING NO ADVERTISING CAMPAIGNS - DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTS----) 3-year-old girl, Elif Perincek, is pulled from the debris 65 hours after a magnitude 6.6 quake shook Turkey's Aegean Sea coast, in Izmir, Turkey on November 02, 2020. (Photo by Istanbul Fire Authority/Handout/Anadolu Agency via Getty Images)
Elif Perincek é retirada dos escombros 65 horas depois que um terremoto que acabou com a costa do Mar Egeu da Turquia, em Izmir (Foto: Istanbul Fire Authority/Handout/Anadolu Agency via Getty Images)

Uma menina de três anos foi resgatada de um prédio que desabou na cidade turca de Izmir nesta segunda-feira (2), segundo informações de autoridades locais. O resgate ocorreu quase três dias após um forte terremoto na região do Mar Egeu que matou ao menos 81 pessoas e foi sentido na Turquia e Grécia.

Imagens de televisão mostraram a menina, identificada como Elif Perincek, sendo retirada dos escombros e carregada por equipes de resgate em uma maca para uma ambulância. De acordo com autoridades, Elif passou 65 horas nos escombros do prédio antes de ser resgatada com vida.

Houve ainda o resgate de duas irmãs e o irmão de Elif, socorridos junto com sua mãe no último sábado (31). Segundo informações locais, porém, uma das crianças morreu.

Leia também

O terremoto de magnitude 7 foi sentido na Turquia e na Grécia e, além do desabamento de prédios, causou enchentes por causa da elevação do nível do mar.

O desastre é considerado o terremoto mais mortal dos países em quase uma década. Mais de 960 pessoas ficaram feridas com 740 já com alta hospitalar e dois adolescentes morreram na ilha grega de Samos.

Os esforços de resgate continuam em oito edifícios da cidade de Izmir, na Turquia, onde 79 pessoas morreram.

No domingo, um homem de 70 anos também foi encontrado pelas equipes de resgate 33 horas após o desastre. Ahmet Citim foi salvo pelas equipes de resgate e levado ao hospital.