Menina de 6 anos é atingida no tórax por tiro acidental de arma do pai no Paraná

Menina foi baleada de maneira acidental pela arma do pai (Getty)
Menina foi baleada de maneira acidental pela arma do pai (Getty)

Uma menina de 6 anos foi atingida no tórax por um tiro acidental da arma do pai em Palmeira, nos Campos Gerais do Paraná, na segunda-feira (12). As informações são da Polícia Militar (PM).

De acordo com a PM, o pai da menina estava arrumando itens de pescaria quando foi manusear uma arma de fogo artesanal e aconteceu o disparo.

A criança foi atingida na região do tórax e encaminhada para o Hospital da Criança de Ponta Grossa, onde ela permanecia internada com quadro estável e fora de risco.

Ainda de acordo com o delegado do caso, ela deve passar por uma cirurgia para retirada do projétil na quarta (14).

O pai, responsável pela arma, foi levado para a delegacia de Palmeira, junto à arma. Segundo a PM, ele foi liberado após assinar termo circunstanciado de lesão corporal culposa e por posse irregular de arma.

Outros casos

Uma criança de cinco anos foi baleada em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul, na tarde da última sexta-feira (9). O Hospital Municipal de Novo Hamburgo, para onde o menino foi levado, aponta que o tiro atingiu a região superior do tórax.

Informações preliminares dão conta de que o tiro teria sido dado pelo pai do menino, mas as circunstâncias ainda precisam ser apuradas. O homem ainda não foi localizado.

O delegado Cassiano Cabral, diretor da Divisão de Homicídios da Região Metropolitana, aponta que a avó paterna da criança afirmou à Brigada Militar (BM) que o tiro foi acidental. Em depoimento, ela disse que estava fazendo o almoço e ouviu um disparo do quarto da criança.

Em abril deste ano, uma criança de 6 anos também foi vítima de disparo acidental de arma de fogo no dia 17, durante um encontro de Páscoa em Caçador, no Oeste catarinense. A família informou à Polícia Militar (PM) que ouviu o tiro vindo do cômodo onde a menina estava brincando com os primos. O proprietário do revólver, um homem de 76 anos, foi levado até a delegacia.