Menina de nove anos desaparece enquanto brincava em praça de Duque de Caxias

RIO — A família de Maria Eduarda, de nove anos, busca por informações que possam levar ao paradeiro da menina, desaparecida desde a noite de domingo. A criança foi vista pela última vez enquanto brincava na Praça do Galo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, por volta de 21h30.

A mãe, Etyene Azevedo, de 26 anos, estava com a criança no local. Ela conta que Maria Eduarda brincava com a irmã em um pula-pula até que levou a caçula onde ela estava e retornou para o brinquedo em seguida. Alguns minutos depois, quando foi chamar a filha, a mãe não a encontrou no local.

— Foi tudo muito rápido. As pessoas que estavam por ali me disseram que ela foi levada por um homem e que chorava enquanto ele a segurava pelo braço. Ele chegou a dizer que era o pai dela. Descreveram esse homem como branco, aparentando ter 50 anos, com cabelo grisalho e um sinal no rosto. A Maria Eduarda estava usando um body rosa com babado, um short saia preto e estava com o cabelo preso em um rabo de cavalo — relatou Etyene.

A família vive no bairro Parque Afonso, em Belford Roxo, pouco mais de 3 km de onde ocorreu o desaparecimento. O caso foi registrado na 60ª DP, em Campos Elíseos, em Caxias.

— Era cedo ainda. Eu só queria que as meninas terminassem o domingo se divertindo. Jamais ia pensar que passaria por isso. Todos da família estão se mobilizando para encontrá-la. Estamos desesperados por notícias — lamenta a mãe.

Qualquer informação que ajude a encontrar a criança pode ser compartilhada pelo telefone (21) 98313-4576 ou pelo Disque Denúncia (21) 2253-1177.