Menina que montou biblioteca em comunidade se encontra com Crivella

Menina que criou biblioteca se encontra com Crivella

RIO — A menina de 12 anos Raíssa Luara de Oliveira, que ficou conhecida por ter criado uma biblioteca comunitária na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, Zona Sul do Rio, se encontrou nesta quarta-feira com o prefeito Marcelo Crivella no Palácio da Cidade.

O episódio ocorreu diante da recente declaração do prefeito de que cidadãos ocupam áreas de risco "para gastar menos com cocô e xixi", em relação às consequências das fortes chuvas que atingem o Rio. Revoltada, Luara mandou um recado a Crivella por meio do Facebook do EXTRA.

"Senhor Prefeito, eu convido o senhor a conhecer minha comunidade, Tabajaras/Cabritos. Fica em Copacabana, onde, com a ajuda da população, montei uma bibloteca comunitária. Eu, com 12 anos, fiz mais pela minha comunidade do que o senhor em todo o seu mandato", acusara ela.

A menina, chamada de Lua, contou que a biblioteca já tem cerca de 18 mil livros provenientes de doações e que a iniciativa atende aos 21 mil moradores da Ladeira dos Tabajaras. Ela chamou atenção para os diversos problemas estruturais, como goteiras, banheiros deteriorados, portas e janelas danificadas.

Acompanhada da avó Fátima Regina, a pré-adolescente reivindicou melhorias no prédio onde funciona seu projeto, batizado como Mundo da Lua, e obteve como resposta a promessa de uma reforma completa no imóvel, localizado na Rua Euclides da Rocha.

"Vou mandar o pessoal de obras reformar este prédio, que é público. É um imóvel tombado, então requer cuidados especiais. Está é uma homenagem a esta linda família, que faz um gesto lindo, maravilhoso, que além de tudo é uma lição para todos nós", afirmou Crivella

Após o encontro, porém, ela se mostrou grata por ter sido ouvida.

"Foi um ato muito corajoso e generoso do prefeito me chamar aqui. Estou feliz de ter conseguido a reforma porque este é o certo. Ajudamos a muitas pessoas lá", disse Lua.