Menino australiano de 5 anos sobrevive a mordida de píton que o arrastou para piscina

Um menino australiano de cinco anos sobreviveu ao ataque de uma serpente píton que o mordeu, apertou e arrastou para a piscina da casa da família. O menino, chamado Beau, estava brincando na beira da piscina na cidade de Byron Bay, ao sul de Brisbane (nordeste), quando a cobra de 3 metros de comprimento surgiu da vegetação, contou o pai, Ben Blake, a uma rádio local.

- Acho que a píton estava esperando por alguma vítima, um pássaro ou algo assim, e no final era Beau - disse o pai do menino.

A serpente mordeu o menino, arrastou-o para a água e se enrolou na perna dele. Rapidamente, o avô de 76 anos pulou na piscina e puxou o neto, com a píton ainda presa, e o pai desenrolou a cobra.

- Limpamos o sangue e eu disse que ele não ia morrer porque não era uma cobra venenosa - disse o pai, explicando que o filho se recupera bem.

Embora descrevendo o evento como "uma espécie de provação", Blake também não pareceu impressionado com o ataque, dizendo que as cobras são comuns neste popular destino turístico, meca do surfe a oito horas de carro de Sydney.