Menino de 1 ano morre afogado em balde; mãe teria ido ao mercado

Menino morreu afogado em balde na Bahia (Getty)
Menino morreu afogado em balde na Bahia (Getty)

Um menino de 1 ano e 3 meses morreu afogado dentro de um balde com água, na cidade de São Sebastião do Passé, na Região Metropolitana de Salvador, na Bahia (BA), na última segunda-feira (15). A mãe tinha ido ao mercado.

O caso foi registrado na Delegacia Territorial (DT) de São Sebastião do Passé e segundo a Polícia Civil (PC), o menino foi identificado como Ryan Gabriel Moreira Vieira.

Ainda de acordo com a polícia, após colher depoimentos de testemunhas, a criança estava em casa com os dois irmãos, que tentaram socorrer o menino junto com uma vizinha. As idades dos meninos não foram reveladas.

A mãe da criança, segundo a Polícia Civil, tinha ido ao mercado e deixou os três filhos em casa quando Ryan Gabriel se afogou. Ela foi intimada e deve prestar esclarecimentos para o órgão nos próximos dias.

O caso é investigado pela Delegacia Territorial (DT) de São Sebastião do Passé.

Casos semelhantes

No dia 13 de abril deste ano, uma criança de 1 ano e 11 meses morreu afogada em um balde com água no povoado Brejinho, localizado na zona rural de Pio XII, cidade a 270 km de São Luís.

Na ocasião, segundo a Polícia Civil, a criança estava na companhia do pai e de outras duas pessoas. O bebê teria desaparecido de um cômodo e após buscas, ela foi encontrada dentro de um balde com água, já sem vida.

Também em abril, desta vez no dia 19, outra criança, também de 1 ano e 11 meses morreu afogada, em um balde de água, no Bairro Buriti, em Diamantino, a 209 km de Cuiabá, no Mato Grosso. O menino chegou a ser socorrido e encaminhado ao Pronto Socorro do município, mas não resistiu.

A médica que prestou socorro à vítima informou aos policiais que o menino chegou ao hospital sem sinais vitais. Ela realizou os procedimentos para tentar reanimá-lo, mas o menino morreu.

De acordo com a Polícia Civil, os pais do menino estavam almoçando quando notaram o silêncio da criança, que estava no quintal da casa. Eles correram para fora e perceberam que a criança tinha se afogado.