Menos é mais: estilo minimalista ajuda a economizar na reforma do banheiro

Stephanie Tondo
·2 minuto de leitura
Foto: Divulgação

O banheiro pode se tornar um dos ambientes mais caros da casa, durante uma reforma ou até mesmo construção. No entanto, optar por um estilo minimalista — e que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo da arquitetura — pode ajudar a cortar elementos desnecessários e reduzir os custos da obra.

Para o arquiteto Tito Ficarelli, sócio do escritório Arkitito, na reforma devem ser priorizados dois: a higiene e a praticidade. Ter isso em mente é importante na hora de comprar materiais, para que sejam fáceis de limpar e não sejam porosos.

No entanto, ao contrário do que muitos acreditam, as paredes do banheiro não precisam ser todas revestidas de azulejos e ladrilhos, o que encarece bastante a obra:

— Só o box e um bom piso. As tintas hoje são muito boas para o restante, e tem muitas opções de cores no mercado. Recomendo as acetinadas e ou laváveis, que permitem melhor limpeza — sugere Tito.

Em relação às louças, que também estão entre os itens mais caros da construção, o arquiteto afirma que o melhor é optar pelas mais básicas. Por outro lado, ele ressalta que investir nos metais e na tubulação pode valer a pena no futuro.

— Procure metais que gastem menos água. Além de ecológicos, garantem economia na conta de água. Principalmente o chuveiro. E nunca economize em tubulação: troque tudo que estiver antigo. Neste caso, o barato sai caro — avalia.

Para quem não pretende fazer uma grande reforma, Tito recomenda apostar na decoração e na iluminação. Trocar as toalhas e os tapetes, substituir os penduradores, caso estejam em mau estado, além de jogar fora itens da bancada que estejam velhos, vencidos ou não sejam usados há muito tempo é um começo para deixar o banheiro mais bonito.

— O banheiro hoje está mais para uma "sala de banho": espelho solto, teto colorido, quadros — ressalta o arquiteto.

Para quem pensa em pintar os azulejos, Tito afirma que essa pode ser uma opção rápida, para quando os revestimentos estão muito datados. No entanto, faz um alerta:

— Você nunca mais consegue desfazer a pintura. Às vezes o azulejo hoje está datado, mas daqui a pouco pode ser bacana e antigo.