Menos 11 bilhões

Duas semanas antes da posse, o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, anunciou que não vai receber cerca de 11 bilhões de dólares do FMI. Fernández, que vai conduzir o governo com a ex-presidente Cristina Kirchner como vice, disse que vai tentar ‘reativar a economia para poder pagar e resolver o problema da dívida com sensatez’.