Menos de dois meses após reelegerem Macron, franceses voltam às urnas para legislativas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os franceses vão às urnas neste domingo (12) para o primeiro turno das eleições legislativas. Por causa do fuso horário, os eleitores dos territórios ultramarinos já começaram a votar neste sábado (11). O presidente Emmanuel Macron, reeleito em abril, conta com o resultado desse pleito para obter a maioria absoluta no plenário da Assembleia Nacional.

Mais de 48 milhões de eleitores foram convocados às urnas para eleger os 577 deputados, entre os cerca de 6.300 candidatos. Os moradores do arquipélago de Saint Pierre e Miquelon, na costa do Canadá, foram os primeiros a votar, às 8h deste sábado pelo horário local (7h em Brasília). Logo em seguida foram abertas as zonas eleitorais na Guiana Francesa, na fronteira com o Brasil, e Martinica, Guadalupe, Saint-Martin e Saint-Barthélemy, nas Antilhas.

Os eleitores têm até as 20h para votar (15h em Brasília) e, logo em seguida, os primeiros resultados do pleito começam a ser divulgados. O segundo turno da eleição legislativa francesa acontece dentro de apenas uma semana, em 19 de junho.

Três grandes forças políticas se enfrentam neste domingo: A coalizão Juntos ! (Ensemble!), criada após a reeleição do chefe de Estado com a união de partidos centristas, a Nova União Popular Ecológica e Social (Nupes), grupo que conseguiu reunir os principais partidos de esquerda do país, e a extrema direita de Marine Le Pen, que tenta ganhar espaço após a derrota no segundo turno da corrida presidencial.

Na quinta-feira (9), véspera do final da campanha, Macron lembrou que essa eleição, vista por alguns analistas como um "3° turno" da presidencial, era “decisiva”. “O equilíbrio (de forças) definirá o destino da França e o dia-a-dia de cada um", disse.


Leia mais

Leia também:
O que a vitória da esquerda nas eleições legislativas representaria para o governo Macron?
Eleições legislativas na França podem ter abstenção histórica
Macron derrotou a extrema direita, mas é a esquerda que ameaça seu mandato nas eleições legislativas

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos