Mercadão de Nova Iguaçu será inaugurado em junho e deve gerar cerca de 800 empregos

Cíntia Cruz
O Mercadão Nova Iguaçu terá 113 lojas, 50 estandes e oito quiosques de diversos segmentos

Moradora do bairro Valverde, em Nova Iguaçu, a dona de casa Miriam Francisca Santos, de 64 anos, é consumidora assídua do Mercadão de Madureira. É lá que ela afirma encontrar tudo o que precisa para ela e para sua casa. Mas,em junho deste ano, um empreendimento promete reunir na cidade as vantagens de um mercado popular e de um shopping. O Mercadão Nova Iguaçu terá 113 lojas, 50 estandes e oito quiosques de diversos segmentos, como informou o jornalista Alberto Aquino, na coluna “ExtraVip”.

— Aqui, antigamente, funcionava um shopping, mas não havia muitas lojas funcionando. Em Madureira tem tudo que você possa imaginar. Por isso, vou sempre lá. Se aqui ficar igual ao de Madureira, vai ser ótimo porque é muito mais perto de casa — torce Miriam.

O Mercadão Nova Iguaçu será inaugurado na Avenida Governador Amaral Peixoto, próximo à delegacia. Desde que o shopping foi fechado, o local não era mais utilizado. Talles Barreto, CEO da MetroMalls, empresa que comercializa, administra e desenvolveu o Mercadão de Nova Iguaçu, conta que a proposta era criar algo diferenciado:

— O empreendimento foi apresentado à minha empresa, através do grupo de sócios. Temos perto dali dois shoppings. Então, foi desenvolvida a ideia do mercadão com lojas que vão vender em atacado e varejo. É o conceito de mercadão, mas com conforto de um shopping, com ar-condicionado, escada rolante e elevador.

Haverá lojas de calçados, eletroeletrônico, telefonia celular, utilidades, cama, mesa e banho, farmácia, perfumaria, praça de alimentação, entre outras. No Centro de Nova Iguaçu, a ideia é que o mercadão atraia moradores de outras cidades.

— Ele vai atender não só a região de Nova Iguaçu, mas do entorno, com qualidade e preço baixo, e custo menor para o lojista abrir uma loja lá — ressalta Talles.

Todas as lojas do Mercadão Nova Iguaçu vão ser alugadas. No local, já há um estande de vendas. Eduardo Serpa Pinto, sócio empreendedor do Mercadão de Nova Iguaçu, afirma que o empreendimento vai gerar centenas de empregos:

— Desde o início das obras, cem operários já trabalharam no local. Quando o mercadão estiver pronto, serão cerca de 800 pessoas empregadas.

Eduardo Serpa Pinto integra o quarteto de investidores do mercado imobiliário que viu no empreendimento a oportunidade de investir na região. Ele acredita que o local será mais valorizado após a inauguração:

— Esse lugar estava abandonado, sem funcionamento há aproximadamente cinco anos. Vimos a oportunidade de revitalizar não só o espaço, mas a região.

Quem já está ansioso para a inauguração é o consumidor. A frentista Carina Lopes, de 32 anos, acredita que os valores mais em conta vão atrair a clientela.

— Preço baixo atrai e gera movimento. Quem não gosta de promoção? — diz.

A aposentada Maria Dalva Medeiros, de 76 anos, adora fazer compras no centro comercial da cidade e se animou com a notícia de que terá um mercado popular mais perto de sua casa.

— Quando saio, gosto de comprar roupas e sandálias, e de comer uma carninha diferente — brinca.

Os interessados em alugar uma das lojas devem ligar para o telefone (21) 99956-5346 ou comparecer ao local.