Mercado passa a ver crescimento econômico abaixo de 0,5% em 2022

·1 min de leitura
Sao Paulo / Brazil - feb 16 2020 -  Close of the lettering and logo of Banco Central do Brasil on its facade seen through the glass on Paulista avenue
Fachada de prédio do Banco Central do Brasil em São Paulo (Foto: Getty Images)

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado voltou a ajustar para baixo suas expectativas tanto para a inflação quanto para o crescimento econômico este ano e passou a ver expansão de menos de 0,50% em 2022, mas manteve o cenário em relação à política monetária, de acordo com a pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central.

O levantamento semanal mostrou que agora a expectativa é de que 2021 termine com uma inflação acumulada de 10,02%, contra 10,04% calculada antes, forte estouro da meta —que é de 3,75% com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Leia também

O IBGE divulga os dados de dezembro do IPCA e portanto a inflação acumulada em 2021 no dia 11 de janeiro.

Para 2022 a projeção no Focus para a inflação permaneceu em 5,03%, pouco acima do teto do objetivo, que é de 3,50% também com margem de 1,5 ponto.

Para o crescimento do Produto Interno Bruto, as contas caíram a 4,51% em 2021 e 0,42% em 2022, de respectivamente 4,58% e 0,50% na semana anterior.

Já para a taxa básica de juros Selic permaneceu a expectativa de que ela termine 2022 a 11,50% e caía em 2023 a 8,0%, depois de encerrar este ano a 9,25%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos