Merkel honra vítimas do Holocausto e promete compromisso da Alemanha com Israel

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Rami Ayyub

JERUSALÉM (Reuters) - A chanceler alemã Angela Merkel, prestes a deixar o cargo, esteve em Jerusalém neste domingo, com a cabeça abaixada, sobre as cinzas enterradas de judeus assassinados em campos de concentração nazistas e prometeu que a Alemanha preservará seu compromisso pós-Holocausto com a segurança de Israel.

Em sua oitava e última visita a Israel ao fim de seu mandato de 16 anos, Merkel havia se reunido com o primeiro-ministro Naftali Bennett, cuja oposição ao Estado palestino provoca conflito com potências ocidentais, incluindo a Alemanha.

Ao comentar o que Israel vê como um assunto crucial à sua segurança, Merkel afirmou que as próximas semanas serão decisivas para o futuro do acordo nuclear com o Irã.

A Alemanha tem sido uma das principais aliadas europeias de Israel no pós-Guerra. Merkel buscou cultivar relações econômicas e de segurança, embora tenha discordado de Israel em políticas relacionadas a palestinos e ao Irã.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos