Mesária e chefe de seção são detidas por pedir votos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Duas pessoas que representavam a Justiça Eleitoral foram detidas neste domingo (30) em Niterói (RJ) e em Vitória (ES), suspeitas de pedirem votos. Nos dois casos, os nomes dos candidatos não foram informados pela polícia.

Em Niterói, a Polícia Militar deteve na manhã deste domingo a presidente de uma seção eleitoral no Colégio Estadual Dr. Luciano Pestre, no bairro Caramujo. Em nota, a corporação disse que um agente de serviço na escola viu que a presidente de seção estava com adesivos de cunho político na bolsa.

"A equipe policial decidiu conduzir a ocorrência à 78ª DP e depois à Delegacia de Polícia Federal de Niterói para registro dos fatos", disse a PM, em nota.

Em Vitória, a PM deteve uma mesária suspeita de pedir votos para os eleitores da sua seção. Segundo a PM capixaba, uma equipe de militares realizava patrulhamento nas proximidades do salão paroquial do bairro Bonfim, quando foi acionada por uma fiscal partidária que reclamou da mesária, dizendo que ela estava conversando muito com eleitores na fila e pedindo voto.

No local, os agentes disseram ter encontrado uma bolsa com adesivos de um candidato. As duas mulheres foram levadas para a Polícia Judiciária para esclarecimentos. A PM não informou se a mesária acabou presa.