Mesário é preso depois de mostrar arma a eleitor em Cuiabá

DANIEL DIEB

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um mesário foi preso em Cuiabá (MT), após mostrar um revólver a um eleitor. O episódio aconteceu na escola estadual Alina Tocantins, no bairro de Cidade Alta, neste domingo (15). O mesário é agente penitenciário e teria se desentendido com o eleitor. "O primeiro erro é que ele não deveria ter sido convocado e, segundo, que a seção eleitoral é um espaço democrático, não pode ter qualquer tipo de constrangimento", afirmou Geraldo Fidelis, juiz da 1ª Zona Eleitoral da capital, ao G1.