Mesmo antes da estreia, thriller erótico da Netflix estrelado por Giovanna Lancellotti tem possibilidade de continuação

Mesmo antes da estreia, “O lado bom de ser traída”, thriller erótico da Netflix estrelado por Giovanna Lancellotti, tem possibilidade de continuação. O roteiro já está encaminhado e o elenco, avisado.

Giovanna Lancellotti: atriz explica transformação no corpo com equipe de Sabrina Sato para fazer papel sensual

Heloísa Honein: atriz fala de cenas quentes como Brenda em 'Todas as flores': 'Envergonhada'

A plataforma só baterá o martelo depois da estreia, prevista para 2023. Caso haja uma confirmação, os trabalhos deverão começar entre o final deste ano e o início do próximo.

O longa é uma adaptação do livro homônimo de Sue Hecker, pseudônimo da escritora brasileira Debora Gastaldo. Na trama, a protagonista, Babi (Giovanna) descobre uma traição do noivo, vivido por Micael, poucos antes do casamento. Ela termina o relacionamento e, então, vive uma paixão avassaladora com o personagem de Leandro Lima, um juiz.

Os atores gravaram cenas quentíssimas. Em entrevista ao site, Giovanna explicou que eles tiveram a assessoria da coordenadora de intimidade Maria Silvia Siqueira Campos. Lima também destacou o trabalho da profissional e afirmou que a longa amizade com a atriz facilitou tudo.

Além deles, Louise D'Tuani estará no elenco no papel de uma mulher ligada ao personagem de Lima. Já a ex-"BBB Camilla de Lucas fará uma amiga de Babi. Bruno Montaleone é outro ator que participará do núcleo principal.

Com produção da Glaz, o filme tem direção de Diego Freitas. Os roteiros são de Camila Raffanti e Davi Kolb.