Mesmo com "acidente aéreo", novela das sete estreia com proposta de respiro e leveza

·1 min de leitura
Protagonistas ganham uma nova chance (Foto: João Miguel Júnior/Globo)
Protagonistas ganham uma nova chance (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

A expectativa do público estava alta para a estreia de "Quanto Mais Vida Melhor", nova novela das sete, escrita por Mauro Wilson. O ponto de partida da trama, que teve seu primeiro capitulo exibido nesta segunda (22), é um acidente aéreo envolvendo os quatro protagonistas. Após o susto, eles recebem uma nova chance no episódio desta terça (23). 

A temática da novela se tornou uma preocupação para a Globo e parte do público após a morte de Marília Mendonça em uma queda de avião. O diretor Allan Fiterman revelou que fez alterações nas chamadas da trama para que o público não associasse ficção e realidade ou despertasse sentimentos negativos.

"O que a gente pensou nesse momento muito próximo [da morte da cantora] é não vincular as chamadas da novela ao acidente aéreo. Na trama, o acidente é retratado simplesmente como um gatilho para eles voltarem à vida. É uma novela totalmente diferente de tudo que já fiz na minha carreira", explicou Fiterman em entrevista coletiva no dia 10 de novembro. 

Agora, passada a estreia, podemos dizer que autor, diretor e produção cumpriram o prometido. Mesmo tendo o acidente aéreo como ponto de partida, o primeiro episódio de "Quanto Mais Vida Melhor" entregou leveza, bom-humor e personagens bem desenvolvidos.

Nas redes, o público destacou a chegada de Giovanna Antonelli, que entregou tudo na pele de Paula. Outros pontos bastante elogiados foram a abertura com a "Sinfonia Número 5" de Bethoven, gravada pela Orquestra de São Petersburgo, e a trilha sonora como num todo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos