No mesmo hotel por 2h, Trump não se reúne com Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Os dois chefes de Estado estiveram no mesmo hotel por 2h na segund-feira (Foto: AP Photo/Eraldo Peres, File)
Os dois chefes de Estado estiveram no mesmo hotel por 2h na segunda-feira (Foto: AP Photo/Eraldo Peres, File)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O presidente dos EUA evitou dizer se pretende se reunir com Bolsonaro; disse apenas que ele é “um bom homem”

  • Bolsonaro faz discurso na abertura da Assembleia da ONU nesta terça-feira

Donald Trump e Jair Bolsonaro ficaram no mesmo hotel em Nova York por 2h na última segunda-feira (23). O presidente do Brasil chegou no local às 16h40, e o dos Estados Unidos saiu por volta das 18h40. No entanto, os dois não se encontraram – Trump só se reuniu com os líderes da Coreia do Sul e do Egito.

Na última sexta-feira (20), Bolsonaro anunciou que, durante a estadia nos Estados Unidos, participaria de um jantar com o presidente do país, evento exclusivo a chefes de Estados aliados. Ele só teria aceitado o convite após Trump prometer que faria gestos de proximidade, como permitir que ele se sente em uma cadeira próxima à sua ou ouvir o discurso do brasileiro com palavras positivas sobre a relação entre os países.

“Tem um jantar que devemos comparecer. Estaremos ao lado do Trump, motivo de honra. Tenho conversado muito com ele. Sobre os mais variados assuntos", disse Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada.

Nos corredores da Organização das Nações Unidas (ONU), jornalistas perguntaram a Trump se ele pretende se reunir com o presidente brasileiro. Ele não quis responder a pergunta, e disse apenas que Bolsonaro “é um bom homem”.

Leia também

Um assessor de Bolsonaro disse ao Estadão que o americano ofereceu algumas alternativas de horários para a reunião, e que o brasileiro estava avaliando as possibilidades. “O presidente Bolsonaro provavelmente poderá ser recebido pelo presidente Trump na terça-feira”, comentou a fonte.

Outro funcionário da Presidência afirmou, ainda, que o presidente da República cancelou algumas reuniões que tinha agendado com chefes de Estado para não parecer que ele privilegia algumas nações em detrimento de outras.

Mal-estar durante o voo

Durante a viagem até Nova York, Bolsonaro sentiu dores decorrentes da cirurgia que realizou no último dia 8. Ele precisou se retirar para descansar no quarto privativo do avião.

No hotel, ele revisou com ministros o discurso que fará nesta terça-feira na abertura da Assembleia-Geral da ONU. “O presidente será direto e passará a mensagem que acredita serem as mais adequadas, que inclusive tem seu estilo”, contou uma fonte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos