Mesmo sem produzir no Brasil, Ford vai faturar R$ 500 milhões no país

Mesmo tendo fechado sua linha de produção no Brasil, a Ford vai faturar cerca de R$ 500 milhões este ano com exportação de serviços da equipe de engenharia que mantém no país. A montadora mantém uma equipe de 1,5 mil desses profissionais, segundo informou em evento realizado nesta sexta-feira.

Parceria: Plataforma de aplicativo 99 e mais oito empresas lançam iniciativa para ampliar uso do carro elétrico no Brasil

ESG: Empresas investem para ter frota 100% elétrica em meio à demanda por redução de emissões

Veículos elétricos: Alta de combustível pode incentivar eletrificação da frota de automóveis. Híbrido com etanol é opção no Brasil

De acordo com a montadora, esses engenheiros trabalham no desenvolvimento de veículos globais da companhia. pelo menos um terço das funções embarcadas nos carros, como iluminação, trava de portas, partida remota, climatização, entre outras, é responsabilidade do time brasileiro.

- Temos uma unidade de negócio auto sustentável. Este ano a receita da Ford Brasil será de R4 500 milhões - afirmou o presidente da Ford América do Sul, Daniel Justo.

Em maio, a montadora americana anunciou a contratação de mais 500 engenheiros para seu Centro de Desenvolvimento e Tecnologia do Brasil, com sede em Camaçari, na Bahia. Em Tatuí, no interior paulista, a montadora mantém um campo de provas.

Justo explicou que a Ford mantém 200 pesquisadores espalhados por 17 estados brasileiros, mais o DF, tocando 120 projetos.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, são 21 pesquisadores que trabalham em parceria com a Universidade de Caxias do Sul numa célula focada em grafeno.

O polo de pesquisa brasileiro já tem mais de 70 patentes registradas globalmente.

- A relevância das atividades do grupo na região continua e o time contribui para o desenvolvimento da mobilidade no futuro - disse Justo.

A Ford anunciou em março que vai investir US$ 50 bilhões, até 2026, em eletrificação. Desse total, US$ 11 bilhões serão aplicados na criação de dois megapolos tecnológicos nos Estados Unidos.

A montadora americana anunciou que até 2023 vai produzir 600 mil veículos eletrificados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos