Messi fica no Barcelona - por enquanto: cláusula de rescisão não será ativada

As especulações da possível saída de Leo Messi do Barcelona na próxima temporada estão encerradas. O camisa 10 do clube catalão não ativará a cláusula de rescisão que lhe permitia deixar o Barça de graça ao final deste ciclo de 2019/20.

Com contrato válido até junho de 2021, acordo firmado em 2017, o argentino tinha uma cláusula em seu contrato que lhe permitia escolher se deixaria ou não o Barcelona ao final de cada temporada. Muitas especulações sobre sua saída cresceram quando isso foi noticiado, após brigas com o diretor Eric Abidal.

Para que o inimaginável acontecesse, Messi deveria ativar tal antes do dia 1º de junho de cada ano, manifestando para a diretoria o seu desejo de sair. O capitão do clube, porém, não o fez, culminando na sua permanência no Camp Nou até o final do seu atual contrato, pelo menos.

Recentemente, o melhor do mundo esteve ligados a alguns times. A Inter de Milão foi o que mais manifestou interesse, com declarações do ex-presidente do Nerazzurri Massimo Moratti declarando que o clube poderia ir atrás do atacante de 32 anos. "Não é um sonho proibido", disse.

O Manchester City também poderia ser o destino de Leo Messi caso ele deixasse o Barcelona. A relação especial que o argentino tem com Pep Guardiola, treinador dos Citizens, poderia levá-lo à Inglaterra.

Mesmo diante de tantas especulações sobre sua saída, muitas pessoas próximas ao craque garantiam que ele não iria a lugam algum. Sergio Agüero, companheiro de Messi na seleção argentina e amigo pessoal dele, havia dito que apenas uma "catastrofe" tiraria o atual melhor do mundo do Camp Nou.

O próprio Messi, porém, já deixou claro que tem o desejo de encerrar sua carreira no Newell's Old Boys, clube argentino que o revelou para o futebol.

Para a diretoria do Barcelona, Messi é um dos quatro "intocáveis" do elenco, ao lado de Marc-André Ter Stegen, Frenkie de Jong e Ansu Fati. Os blaugranas não negociarão estes atletas na próxima janela de transferências, embora estejam aberto a ouvir propostas por outros jogadores.