Messi iguala Cristiano Ronaldo em títulos pela seleção após conquistar a 'Finalíssima' com a Argentina

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A 'Finalíssima', torneio que reúne os campeões da Copa América e Eurocopa, ficou com a Argentina. E, de quebra, é simbólico para o astro Lionel Messi. Ao erguer o troféu, faturou o seu segundo título pela albiceleste e empatou a disputa particular com Cristiano Ronaldo quando o assunto é quem conquistou mais troféus com as suas respectivas seleções.

Veja campeões: Argentina se isola como maior campeã da 'Finalíssima'

A 'Finalíssima' é o segundo título de Messi, que agora se soma à conquista da Copa América de 2021, quando venceu o Brasil por 1 a 0, no Maracanã. Cristiano Ronaldo também tem duas conquistas por Portugal: a Eurocopa de 2016 e a Liga das Nações de 2019.

Títulos de Lionel Messi com a Argentina: Copa América de 2021 e Finalíssima de 2022

Títulos de Cristiano Ronaldo com Portugal: Eurocopa de 2016 e Liga das Nações de 2019

Vencer títulos com a seleção argentina é especial para Lionel Messi por causa da cobrança que sofreu durante toda a carreira. Multicampeão com o Barcelona, sempre foi cobrado por não erguer troféus com o seu país. A espera acabou com a Copa América e a Finalíssima ajudar a empatar a disputa com seu principal rival nesta geração.

A Finalíssima não é necessariamente um novo torneio. Disputado anteriormente em duas edições (1985 e 1993), a competição reúne os campeões da Europa e da América do Sul. Inicialmente, seu nome era Copa dos Campeões Conmebol–Uefa ou Troféu Artemio Franchi, em homenagem ao ex-presidente da entidade do Velho Continente que morreu em 1983, vítima de um acidente de carro.

Seleção brasileira: Sem adversários da Europa, Brasil encara Coreia do Sul 'europeia'

Nas duas edições anteriores, os campeões foram França e Argentina. Em 1985, os franceses bateram o Uruguai por 2 a 0, em Paris, enquanto os argentinos levaram o troféu em 1993 depois de vitória nos pênaltis sobre a Dinamarca, por 5 a 4.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos