Messi jogaria na Argentina se não fosse pela falta de segurança, diz primo do atleta

Ex-atacante do Flamengo, Maximiliano Biancucchi deu fortes declarações sobre o seu primo, Lionel Messi. Segundo ele, o camisa 10 do Barcelona jogaria na Argentina se "não fosse pela insegurança que vive o país". As declarações foram para a Rádio Club Octubre, da Argentina.

- As raízes que ele tem com Argentina é um amor que as pessoas não compreendem. Ele é sempre considerado espanhol… Agora, ele é argentino, na sua maneira. Ele passa as suas férias aqui, casou em Rosario. Se não fosse pela insegurança que país tem não tenho dúvidas que ele iria jogar na Argentina. Para mim, isto é algo que não falei com ele, o tema da insegurança poderá afetar a sua decisão na hora de voltar - disse Biancucchi.

Maxi afirmou que o seu 'sonho' é ver Messi com a camisa do Newell's Old Boys, mas acha "complicado" que isso aconteça.

- É difícil. Imagine que Messi jogue um clássico, as crianças precisam ir para a escola. A cidade é um inferno - afirmou.

Biancucchi também assegurou que o seu primo realiza muitas ações solidárias na Argentina que não 'saem na imprensa' por decisão do capitão da ''Albiceleste'.