Messi ou Lewandowski? Fora da Copa, Vidal divide torcida entre ex-companheiros

Vidal fez amistoso contra a Polônia de Lewandowski antes da Copa, mas também torcerá por Messi (Foto: Mateusz Slodkowski/DeFodi Images via Getty Images)
Vidal fez amistoso contra a Polônia de Lewandowski antes da Copa, mas também torcerá por Messi (Foto: Mateusz Slodkowski/DeFodi Images via Getty Images)

Fora da Copa do Mundo, Vidal tem uma decisão difícil em relação à Copa do Mundo. Ex-companheiro de Lionel Messi e Robert Lewandowski na Europa, o meio-campista do Flamengo tem sua torcida posta em xeque já na fase de grupos da competição, já que Argentina e Polônia estão na mesma chave.

A relação de Vidal com Lewandowski foi criada no Bayern de Munique, enquanto com Messi, no Barcelona. As seleções se enfrentam na terceira rodada da fase de grupos e podem se encontrar já classificadas para as oitavas, caso vençam seus dois confrontos iniciais.

Leia também:

"Sempre apoio o Lewandowski, gosto muito de vê-lo jogar. Mas a Argentina também tem Leo (Messi), que foi meu companheiro e é uma grande pessoa, um grande amigo. Que vença o melhor", disse o jogador do Flamengo em declaração concedida ao canal "Sportowy".

O duelo está marcado para o dia 30 de novembro, às 16h, no estádio 974. Antes disso, no entanto, Vidal pode ter dado um empurrãozinho na preparação da Polônia para a Copa, já que o Chile enfrentou a seleção europeia ontem (16) e perdeu o amistoso por 1 a 0.

A Argentina já está no Catar para a competição e faz seu primeiro jogo na terça-feira, às 7h, contra a Arábia Saudita. A Polônia, que está viajando para o país, entra em campo no mesmo dia, mas às 13h, contra o México.

Vidal, por outro lado, comemora suas conquistas com o Flamengo, em que foi campeão da Copa do Brasil e da Copa Libertadores neste fim de temporada. O jogador está de férias e se reapresentará com o restante do elenco Rubro-Negro para a próxima temporada.

A equipe ainda tem Everton Ribeiro e Pedro defendendo o Brasil, além de Arrascaeta e Varela sob a bandeira do Uruguai. O técnico Dorival Júnior é cotado para substituir Tite após a Copa do Mundo.