Messi supera Maradona e Buffon e atinge dois recordes ao entrar em campo na Copa do Mundo do Catar

Bastou o apito inicial do árbitro Slavko Vincic para Lionel Messi fazer história na Copa do Mundo do Catar. Titular da Argentina, que enfrenta a Arábia Saudita, nesta terça-feira, o camisa 10 quebrou duas marcas históricas simplesmente por estar em campo — superando astros como Diego Maradona e Gianluigi Buffon.

O primeiro deles preza pela longevidade: Messi se tornou o jogador com menos idade a disputar cinco Copas do Mundo na história. O atacante do PSG chegou no Catar com 35 anos, superando Gianluigi Buffon, que chegou com 36 anos para a disputa de sua quinta Copa do Mundo pela seleção da Itália, em 2014.

Lionel Messi, da Argentina (2006 a 2022): 35 anos.

Gianluigi Buffon, da Itália (1998 a 2014): 36 anos.

Lotthar Matthaus, da Alemanha (1982 a 1998): 37 anos.

Antonio Carbajal, do México (1950 a 1966): 37 anos.

Rafa Márquez, do México (2002 a 2018): 39 anos.

Vale destacar que Cristiano Ronaldo, Guillermo Ochoa e Andrés Guardado também vão disputar a quinta Copa do Mundo em 2022. Mas eles têm 37, 37 e 36 anos, respectivamente. Ou seja, eles não irão superar Lionel Messi.

O astro argentino também se tornou o atleta argentino com mais Copas do Mundo disputadas na história. Ele superou Diego Maradona e Javier Mascherano nesta contagem:

Lionel Messi (2006, 2010, 2014, 2018 e 2022).

Diego Maradona (1982, 1986, 1990 e 1994).

Mascherano (2006, 2010, 2014 e 2018)

Messi também pode se tornar o sul-americano com mais jogos na história das Copas do Mundo. Ele tem 20 jogos no total — já contando o duelo diante da Arábia Saudita — e igualou Mascherano e Cafu. O líder é Diego Maradona, com 21.

Messi também pode se tornar o jogador que mais jogos disputou na história da Copa do Mundo — se chegar até a final. Chegaria a 26 e superaria os 25 de Lottar Matthaus. Por fim, caça Gabriel Batistuta como maior artilheiro argentino da história dos Mundiais. Ele tem seis gols enquanto o líder da lista tem 10.